Postura invertida sobre a cabeça- Shirshásana

O shirshásana é conhecido como o rei dos ásanas (posturas)
Advertência do Mestre B.K.S. Iyengar: “a prática de ásanas deve ser regular, porém, se você não tiver tempo suficiente em seu dia para fazer uma série completa, faça pelo menos o shirshásana!”
A invertida mais importante é o Shirshásana (invertida sobre a cabeça). É a melhor ferramenta física que possuímos para reverter, no mundo físico, a descarga de energia que decai, causando envelhecimento do corpo e da mente. Essa forças nos fazem perder o poder mental e clareza, perda de boa postura, respiração insuficiente, má circulação sanguínea e linfática, má digestão.
Realizando as invertidas, o corpo se auto cura em todas as esferas. A força de gravidade que atua em nosso corpo e seus sistemas é revertida, ao virarmos literalmente de ponta cabeça. Nossa relação com a ação de gravidade e forças do planeta Terra muda completamente e nosso corpo é nutrido ao invés de enfraquecido.
As invertidas garantem um aporte ideal de sangue para a cabeça e estimula as glândulas pineal e pituitária em nosso cérebro, sendo estas glândulas responsáveis pelo crescimento, regulação de sono e regeneração através de seus hormônios.
A prática regular das posturas de inversão revitaliza as células cerebrais, ajudando no rejuvenescimento, maior clareza de pensamentos, memória e raciocínio havendo melhora geral no sistema nervoso e proporcionando equilíbrio mental, calma e atenção plena. Pessoas que sofrem com insônia, falta de memória e baixa vitalidade recorrem à essa prática de ásanas.
As invertidas descomprimem a coluna, fortalecendo pescoço, ombros e braços.O sistema muscular de abdômen e pernas são tonificados. Ao elevar as pernas, sangue e linfa são amplamente beneficiados. Pés e tornozelos recebem um “alívio” em suas funções, evitando inchaços e sensação de pernas cansadas.
Devido a inversão, todos os órgãos abdominais são “limpos” e beneficiados, evitando assim doenças, inclusive do fígado, rins, estômago e intestinos.
Como em todas as coisa da vida, a sugestão de ficar de “ cabeça para baixo” não deve ser universalmente recomendada…
As precauções devem ser tomadas, desde os casos de doenças ou lesões pré- existentes até a observação, sempre válida, de perceber o que é adequado ou não para si mesmo.
Devem evitar as invertidas pessoas com pressão alta, doenças cardíacas, quem sofreu AVC, descolamento de retina, glaucoma, epilepsia, e algumas outras condições. Tudo deve ser observado pelo praticante e pelo professor de Yoga.
Antes de pratica, é essencial consultar um médico.
As invertidas são as cafeínas naturais do nosso corpo, proporcionam grande disposição e alegria palpável no instante em que retornamos delas.
Por que as invertidas são posturas que demoram a ser executadas?
A razão pela qual os ásanas de inversão demandam paciência e perseverança, são a explicação para a necessidade de treinamento mais longo até a completude do ásana.
Elas nos afetam nos pontos emocionais. Demandam uma abertura de coração, encontrar a humildade diante de desafios extremos. É dito que ao permanecer em invertida, o Yogi precisa erradicar emoções auto- destrutivas, e sentimentos como raiva, orgulho, ódio e inveja.Trabalhando sobre o ego para seguir em direção a alegria e harmonia e sensações nunca antes imaginadas .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *